quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Segundo turno no Ceará terá 2.500 homens da Força Nacional

treseguranca
A segurança durante a realização do 2º turno das eleições em Fortaleza e nos municípios de Caucaia, Maracanaú, Maranguape e Crateús, contarão com um reforço de 2.500 homens do Exército. A informação foi dada nesta terça-feira (21), durante reunião no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, pelo comandante da 10ª Região Militar, general de divisão Marco Antônio Freire Gomes.

A reunião, marcada pela presidente do TRE, desembargadora Iracema do Vale, contou ainda com as presenças do secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, Servilho Silva de Paiva, e do superintendente da Polícia Federal no CE, Renato Casarini, e teve como objetivo, definir a integração das tropas federais no esquema de segurança no 2º turno das eleições.
O comandante da 10ª Região Militar anunciou que já recebeu autorização do Ministério da Defesa para o deslocamento dos militares do Exército, que virão de Recife, Garanhuns, Teresina e Crateús, e se juntarão aos soldados do 23º BC, em Fortaleza, para reforçar a segurança no 2º turno das eleições..
O general Marco Antônio Freire Gomes afirmou que os militares do Exército serão distribuídos nas 19 zonas eleitorais que compreendem a capital e os municípios de Caucaia, Maracanaú, Maranguape e Crateús, conforme solicitação da Justiça Eleitoral do Ceará que, atendendo ao Ministério Público Eleitoral, pediu o reforço de tropas federais para atuar nesses locais, no 2º turno. “Cada juiz dessas zonas eleitorais terá como interlocutor um oficial do Exército para que determine a ação dos militares, caso seja necessário”.
O general deixou claro que “caberá à Secretaria de Segurança Pública do Estado, através dos policiais militares, a manutenção da ordem pública”. Segundo ele, “os militares do Exército estarão presentes nas ruas para reforçar o esquema de segurança e entrarem em ação, quando preciso”.
De acordo com o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Servilho Paiva, “os mesmos 10 mil policiais militares, acionados no 1º turno, estarão presentes no 2º turno, prontos para coibir qualquer ação irregular nas eleições”.
Ao final da reunião, a presidente do TRE-CE agradeceu “o empenho de todos os agentes de segurança pública do Estado e dos órgãos federais, cientes da nossa responsabilidade social para dar tranquilidade ao eleitor que vai às urnas no próximo domingo exercer livremente o seu direito de votar”.
Da reunião, participaram ainda o corregedor regional eleitoral, desembargador Abelardo Benevides Moraes, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Lauro Carlos de Araújo Prado, o presidente da Comissão Permanente de Segurança do TRE, juiz Mauro Liberato, e o procurador regional eleitoral, Rômulo Conrado, além de juízes, promotores e outros delegados civis e federais envolvidos no esquema de segurança e fiscalização do pleito.

Inserção de discurso de Lula na TV rende punição ao PT

lula x aecio
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, na noite dessa terça-feira, 21, cassar 1 minuto e 50 segundos do tempo da candidata do PT, Dilma Rousseff, na televisão. Por unanimidade, os ministros entenderam que a campanha da petista não pode mais reprisar inserção em que é exibido o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em comício chamando o candidato do PSDB, Aécio Neves, de “filhinho de papai”, além de tecer outras críticas.

Esta é a segunda punição à campanha de Dilma que prevê não só a suspensão de programa, mas também a perda de tempo na televisão. No 2º turno, os candidatos têm exposição igual no horário eleitoral, com 10 minutos na TV e no rádio, além de 7 minutos e 30 segundos em inserções.
Em decisão monocrática publicada nessa segunda-feira, 20, o ministro Admar Gonzaga já havia cassado 4 minutos da petista na TV por veicular propaganda que sustentava que Aécio não respeitava as mulheres.
A campanha tucana também foi punida com a perda de 2 minutos e 30 segundos em inserções na televisão em razão de uma peça que sugere que Dilma tenha prevaricado em relação às investigações da Polícia Federal sobre denúncias envolvendo a Petrobras.
Também nessa terça, o TSE determinou a suspensão de outra peça tucana com ataques ao PT. Desde a última quinta-feira, quando os ministros aprovaram uma mudança na orientação da Corte eleitoral tem sido determinada a suspensão de propagandas que veiculem “ataques pessoais” a candidatos.
O caso do vídeo em que Lula faz críticas a Aécio foi levado ao plenário em caráter liminar, após decisão do TSE de que todos os pedidos de direito de resposta referentes ao segundo turno devem ser discutidos entre os ministros.
O ministro João Otávio de Noronha apontou que o alcance dos termos usados por Lula é muito maior quando a afirmação é veiculada na televisão. “Uma coisa é o discurso no comício, outra é a repetição do discurso no horário de propaganda eleitoral, onde o público não é mais o local, mas o nacional”, disse Noronha.
Gilmar Mendes classificou o caso como um “abuso”, que se enquadra nas hipóteses que o TSE pretendeu barrar ao mudar a orientação. No tempo de 1 minuto e 50 segundos perdido pela campanha de Dilma nas inserções de propaganda gratuita no bloco da noite na televisão deverá ser exibida mensagem da Justiça Eleitoral.

Cid Gomes manda punir 13 oficiais que declararam voto ao capitão Wagner

Em rota de colisão com a PM que apoia o deputado eleito Capitão Wagner, o governador Cid Gomes (Pros) determinou a abertura de processo disciplinar para punir os militares



Pelo menos 13 oficiais poderão ser punidos, e até expulsos da Polícia Militar do Ceará, por terem declarado voto publicamente à candidatura do vereador e, agora, deputado estadual eleito Capitão Wagner (PR) e ao cabo Sabino – eleito deputado federal. A manifestação de apoio aconteceu pela Internet semanas antes da realização do 1º turno das eleições deste ano.

Em rota de colisão com a PM que apoia o deputado eleito Capitão Wagner, o governador Cid Gomes (Pros) determinou a abertura de processo disciplinar para punir os militares. A relação dos oficiais foi publicada no Boletim do Comando Geral 196, da última segunda-feira. Entre os militares, está um coronel da reserva (Coronel Paula Neto) e o major Plauto Roberto, que comandou a Guarda Municipal na atual gestão e que foi afastado por problemas políticos.



No Boletim é informado que consta como prova da transgressão disciplinar “documentação sob SPU nº14672828-9, ofício nº953/2014 - GAB/ SSPDS/CE, que versa sobre manifestação político-partidário por parte dos Oficiais. E ainda manifestações estas de apoio a candidaturas partidárias a cargos eletivos a deputado estadual e deputado federal pelo estado do Ceará, aonde declinam o posto hierárquico, gravadas imagens e vozes em CD-Room (compactic disc)”, relata o documento assinado por Cid Gomes.

Confira a relação dos oficiais que serão punidos:

Coronel FRANCISCO CAVALCANTE DE PAULA NETO, da reserva.

Tenente-coronel EUGÊNIO EDUARDO COSTA CARNEIRO, lotado na CSAS/ PMCE;

Major PM PLAUTO ROBERTO DE LIMA FERREIRA, à disposição da SEJUS.

Capitão PM CÍCERO NONATO SOUSA PASSOS, lotado na Controladoria Geral dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário - Órgão de Controle Externo Disciplinar.

Capitão PM FRANCISCO EVERTON DE FARIAS TORRES, lotado na 3ª Cia/12ºBPM.

Capitão PM HUMBERTO MAIA COSTA FILHO, lotado na 4ªCia/16ºBPM.

Capitão PM ANTÔNIO GESIVANDO DE MELO ANDRADE, lotado na 2ª Cia do 14ºBPM.

Capitão PM JONE DE CASTRO BRASIL, lotado na CALP/PMCE;

Tenente PM DYEGO GALDINO BARCELOS, lotado na 1ª Cia/16º BPM;

Tenente PM ALUÍSIO TEIXEIRA DA SILVA, lotado na CFJM/PM.

Tenente PM ANTÔNIO LINCOLN ARAÚJO BATISTA,lotado na Secretaria Executiva da PMCE.

Tenente PM ALANO TIMBÓ MAGALHÃES BIZARRIA, lotado na 3ªCia do BPCOM.

Tenente PM NARA CHAGAS FERNANDES, lotada na 2ª Cia/EPMONT;

TEMA DO DOM
No último domingo, 22, as investigações sobre denúncias de "milícias" na PM foram tema de uma matéria publicada no caderno DOM, do jornal O POVO.

Deputado Zezinho Albuquerque assume Governo do Estado do Ceará


O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado estadual Zezinho Albuquerque (Pros), assume, a partir desta quarta-feira, 22, o Governo do Estado. O governador Cid Gomes (Pros) anunciou, na terça-feira, 21, que tiraria nova licença para se dedicar à campanha de Camilo Santana (PT) à sucessão do Executivo. 

A Mesa Diretora da Assembleia foi oficializada na manhã de hoje do pedido de licença de Cid que se estenderá até o domingo, 26, data do segundo turno das eleições. A posse de Zezinho Albuquerque aconteceu, hoje, no Palácio da Abolição. A presidência do Poder Legislativo passa para o primeiro vice-presidente da Casa, deputado Tin Gomes (PHS).



Primeiro turno
Nos últimos cinco dias de campanha para o primeiro turno, Cid Gomes também se licenciou para se dedicar à campanha de Camilo Santana. Na ocasião, o Governo do Estado ficou sob tutela do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Gerardo Brígido, porque o presidente da Assembleia concorria à reeleição e poderia ficar inelegível se assume o cargo.

Desde agosto, o Governo está sem vice-governador após Domingos Filho (Pros) ter indicação aprovada para o Tribunal de Contas dos Municípios. 

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Confira a programação dos candidatos a Governador do Ceará para esta terça-feira (21)

Camilo Santana (PT)
9h – Participa de carreata em  São Gonçalo do Amarante
19h – Participa de carreata em Camocim
Eunício Oliveira (PMDB)
7h30 – Participa de reunião com representantes da Força Sindical
Local: Em frente à Companhia Siderúgica do Pecém – São Gonçalo do Amarante
11h30 – Participa de reunião de adesão com lideranças políticas no Comitê Central
14h – Gravação para o programa eleitoral
17h30 – Entrevista para a TV Cidade

Chuva de meteoros é vista no Ceará

Um clarão visto em várias partes do céu do Ceará na tarde desta segunda-feira, 20, impressionou moradores. Segundo o professor Dermeval Carneiro, diretor do Planetário Rubens de Azevedo, “muito provavelmente” o fenômeno é decorrente da Chuva de Meteoros Orionídea, que deve ser observada até o dia 28.
A chuva é causada pelos detritos do cometa Halley, que passou pela Terra em 1986. O professor Dermeval explica que a poeira de meteoritos se formou quando o cometa passou perto do Sol. 

“A pressão do vento solar aquece o núcleo do cometa e faz com que ele deixe detritos, que ficam em órbita do Sol. A Terra, em sua volta em torno do Sol, se encontra com esses vestígios”, explica. Quando as rochas entram na atmosfera, o atrito gera queima e calor, provocando o clarão.

Ainda segundo Dermeval, ao entrar no planeta, a grande maioria das rochas se desintegra e já chegam em pedaços ao solo terrestre. “Geralmente, elas não trazem perigo. Pode acontecer de alguma rocha resistir e cair (no solo). Mas não há nenhum registro ainda este ano”, diz. Até a noite de ontem, segundo Dermeval, não foram encontrados vestígios do meteoro.

A Chuva de Meteoros Orionídea leva esse nome porque ocorre no espaço da constelação de Órion. No último dia 16, o fenômeno foi visto por moradores de Recife (PE). Conforme o professor Dermeval Carneiro, o fenômeno tem pico máximo para visualização até o dia 22.

Faixas com ataques a Camilo são espalhadas em Fortaleza

IMG-20141021-WA0000
A cidade de Fortaleza amanheceu na terça-feira com faixas espalhadas em avenidas e principais corredores de trânsito com ataques ao Governo do Estado e à candidatura de Camilo Santana, da Coligação ‘Para o Ceará Seguir Mudando’. Uma das faixas afixada em uma passarela, na Avenida Washington Soares, tem a seguinte expressão: ”vai querer continuar sofrendo com a violência? #camilonão”.


A coordenação política acionou a área jurídica da campanha de Camilo Santana para pedir investigações ao Ministério Público Eleitoral sobre as agressões contra o candidato da Coligação ‘Para o Ceará Seguir Mudando”. As faixas, no entender da assessoria jurídica, constituem crime eleitoral e, também, crime contra o patrimônio público por terem sido afixadas em bens públicos.
A campanha ao Governo do Estado ganhou uma nova fase de acirramento nesse segundo turno. Os ataques virtuais, com o uso diário das redes sociais, tem se intensificado e, mesmo com as recomendações do Ministério Público Eleitoral para esse comportamento ser evitado, continuam e contribuem para estimular uma verdadeira guerra, com agressões pessoais e familiares.
Os boatos, também, foram soltos na Internet como estratégia de fragilizar a candidatura de Camilo Santana ao Governo do Estado. Um dos boatos falava sobre um possível caso de ebola no Ceará que estaria sendo escondido pela Secretaria de Saúde do Estado. O boato foi interpretado como um ato de terrorismo para assustar e criar o pânico entre os cearenses.
A tentativa era culpar a Secretaria de Saúde, que tem como titular o ex-ministro e irmão do Governador Cid Gomes, Ciro Gomes, por possível omissão no combate à doença. O Secretário Ciro Gomes reagiu e pediu investigações à Polícia Federal sobre a origem do boato. O Ministério da Saúde negou a existência de qualquer caso suspeito de ebola no Ceará.