sexta-feira, 16 de setembro de 2016

IML divulga a causa da morte de Domingos Montagner: “asfixia mecânica por afogamento”

Foi divulgado, às 3h da madrugada desta sexta-feira, 16, o resultado da necropsia de Domingos Montagner. De acordo com José Aparecido Cardoso, diretor do Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe, Alagoas, o ator morreu em decorrência de um afogamento. “Nós encontramos algumas lesões superficiais e a causa da morte foi constatada por afogamento”, revelou Cardoso. O corpo foi encontrado no final da tarde da quinta-feira, 15, a 18 metros de profundidade e a 320 metros da prainha de Canindé do São Francisco, onde ele foi visto pela última vez, de acordo com informações do “G1”.
O Santo de “Velho Chico” faleceu, na quinta-feira, ao lado de Camila Pitanga – que passa bem – após resolver dar um mergulho no Rio São Francisco. Por conta da forte correnteza, Domingos acabou sendo levado e não voltou mais à superfície. Ao mesmo tempo, seu par romântico na novela das 21h da Globo, ao notar o desaparecimento do amigo, chamou as autoridades que iniciaram as buscas.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Temer é vaiado no início, meio e fim da abertura dos Jogos

O presidente Michel Temer e a Primeira-dama Marcela Temer durante cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, no Maracanãbela cerimônia de abertura da Paralimpíada do Rio de Janeiro registrou uma série de protestos contra o presidente Michel Temer, que esteve presente no Maracanã ao lado da primeira-dama Marcela Temer. Os gritos de “Fora Temer” começaram antes mesmo do início da festa. A organização tentou “esconder” Temer do telão, mas, assim como ocorreu na Olimpíada, o presidente foi bastante vaiado ao declarar abertos os Jogos.
Antes de aparecer na tribuna de honra no Maracanã, Temer ouviu protestos no estádio. Às 18h07, boa parte do público presente gritou “Fora, Temer” repetidas vezes. O presidente chegou à tribuna seis minutos mais tarde, acompanhado de Marcela Temer.
O presidente foi uma das últimas autoridades a ocupar seu espaço no Maracanã, e sua entrada foi discreta, quando as luzes do estádio já estavam apagadas para o início da cerimônia. O presidente não iria discursar, mas o protocolo prevê que seja ele o responsável por declarar abertos os Jogos. No mês passado, quando ainda não havia sido finalizado o processo de impeachment, Temer foi vaiado ao declarar aberta a Olimpíada.
Sem a presença de chefes de Estado do exterior, a tribuna de honra do Maracanã foi ocupada por políticos brasileiros. Além de Temer e da primeira-dama, ocupavam o espaço o prefeito do Rio, Eduardo Paes, o governador em exercício, Francisco Dornelles, o governador licenciado, Luiz Fernando Pezão, e os ministros José Serra (Relações Exteriores), Raul Jungmann (Defesa) e Alexandre de Moraes (Justiça e Cidadania), além do secretário-executivo do Programa de Parceria em Investimentos, Moreira Franco.
Assim como na abertura dos Jogos Olímpicos, a organização da festa armou uma estratégia para abafar as vaias ao presidente. No momento em que Philip Craven, presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês), foi anunciado, o telão não mostrou o cartola, que estava sentado ao lado de Temer – ao contrário da televisão, que mostrou a dupla normalmente.  Ainda assim, foram registradas vaias e gritos de “Fora Temer” ao presidente, que postou uma foto da festa em sua conta no Twitter.

William Bonner quer deixar o 'JN' e migrar para o entretenimento

Após muitas polêmicas envolvendo Fátima Bernardes e William Bonner, agora tudo indica que realmente há possibilidade do jornalista deixar o “Jornal Nacional”.
Segundo o colunista Ricardo Noblat, o jornalista está cansado de apresentar o principal telejornal da Globo — e do Brasil — há 20 anos. Bonner assumiu a bancada do “JN” em 1996.
Internamente, o âncora já manifestou a vontade de sair do jornalismo e migrar para o entretenimento, exatamente como fez a sua ex-esposa, Fátima Bernardes, que comanda o “Encontro” desde junho de 2012.
Caso mude de área na Globo, William Bonner poderá fazer merchandisings. A ideia do profissional é ampliar o próprio salário.
Nos bastidores há rumores que indicam que Evaristo Costa, do “Jornal Hoje”, e Rodrigo Bocardi, do “Bom Dia São Paulo”, são os mais cotados para assumir a vaga de Bonner no “Jornal Nacional”.

Silvio Santos cancela viagem e pega funcionários de surpresa

Todo mundo sabe que Silvio Santos é uma ‘caixinha de surpresas’, e desta vez o 'Homem do Baú' surpreendeu novamente.
Segundo o colunista Flávio Ricco, o dono do SBT mudou de ideia e cancelou a viagem para Orlando, nos Estados Unidos. O apresentador havia avisado os diretores da emissora de que iria para o exterior na semana passada e voltaria no dia 12 de setembro.
Ao contrário do planejado, Silvio preferiu ficar no Brasil e seguir normalmente com o seu trabalho na TV.
O apresentador já marcou uma gravação do “Programa Silvio Santos” para esta quinta-feira (08).
Nos últimos anos, Silvio viaja com mais frequência com a esposa, a escritora Iris Abravanel, e as filhas. Recentemente, o empresário descansou por alguns dias na Europa.

sábado, 3 de setembro de 2016

Enem deste ano pode ser o último como conhecemos

Nos dias 5 e 6 de novembro, estudantes podem fazer o que talvez seja o último Enem nos atuais moldes. MEC cogita mexer na estrutura da prova, mudando aspectos pedagógicos, científicos e metodológicos da aplicação

Daqui a dois meses, será aplicado o que pode ser o último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no atual formato. Os candidatos inscritos para a edição deste ano não têm com o que se preocupar, pois a estrutura das provas, a logística e a segurança serão mantidas. No entanto, a intenção da presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini, é promover mudanças que passam, inclusive, pelos objetivos do exame.

Fini participou da criação do Enem, em 1998. E propõe retomar vários dos conceitos originais. Ela afirma que as mudanças passam por “estruturação pedagógica, científica, metodológica e de medida da prova”, que seria mais voltada à resolução de problemas. “Se o nosso ministro concordar, e ele parece concordar, já em 2017 teremos alguma mudança”, explicou ela, em entrevista ao jornal Estado de S.Paulo.

Ela afirma que o exame não foi criado para ser um “vestibular nacional”, mas poderá continuar a ser meio de acesso à universidade, via Sistema de Seleção Unificado (Sisu). Porém, a prioridade se volta ao que era: a avaliação do ensino médio. “Vamos elaborar uma prova de qualidade e oferecer para as universidades usarem como processo ou parte do processo de acesso”, disse Fini ao jornal O Globo.

“A partir de 2009, o modelo se tornou mais parecido com o vestibular tradicional, avaliando mais conteúdo que habilidades e competências cognitivas”, disse a presidente do Inep. “O Enem foi transformado de processo qualificatório para classificatório”.

Ela critica as mudanças introduzidas, embora elogie benefícios hoje relacionados ao exame, como Prouni, Fies e o próprio Sisu. “Enquanto eu estiver no Inep, qualquer modificação não deve interferir nesses direitos já conquistados”, diz. O mesmo não se aplica à prova. “O exame e a maneira como está estruturado eu não aprovo”, disse ao O Globo.

Conceito retomado
As mudanças são parte de transformações mais profundas, que mexem com a própria estrutura do ensino médio. Desde 2013, tramita na Câmara dos Deputados o projeto de lei 6.840/2013, que reformula a etapa de estudo. Pela proposta, os últimos três anos da educação básica teriam maior carga horária e currículos dispostos em quatro áreas: linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas. “Dependendo disso, o Enem terá de se transformar”, afirmou Fini.

Historicamente, o ensino médio se pautou por conteúdos exigidos em vestibulares, aponta Eudes Baima, professor de Pedagogia da Universidade Estadual do Ceará (Uece) no campus de Limoeiro do Norte. “Não fomos capazes de fazer uma discussão desinteressada sobre qual deveria ser o ensino no Brasil”, aponta. Apesar de reconhecer a necessidade de uma reestruturação, Baima critica a proposta de dividir as disciplinas em quatro grandes áreas.

Alterações, tanto na prova como nas escolas, precisam ser amplamente discutidas, defende Paulo Carrano, professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF). “Os fóruns e espaços de participação estão sendo esvaziados no atual governo. O projeto de lei propõe alterar diretrizes que foram frutos de ampla discussão”, comenta.

Frases
“O FORMATO DA PROVA EM RELAÇÃO AO NÚMERO DE QUESTÕES DEVERIA SER REVISTO. ACREDITO TAMBÉM QUE O APERFEIÇOAMENTO DO EXAME PASSA PELA PREPARAÇÃO DO PROFESSORADO DO ENSINO MÉDIO”
 
Adriana Eufrásio Braga, professora do Núcleo de Avaliação Educacional do Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira da UFC

“ANTES DE PENSAR EM FORMAS DE INGRESSO, PRECISARÍAMOS DE UMA REFORMULAÇÃO PARA CONSTRUIR UMA TRAJETÓRIA DE FORMAÇÃO INTELECTUAL E HUMANA. HOJE, O OBJETIVO DO ENEM É PASSAR”


Eudes Baima, professor do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Ceará (Uece) 


“É PRECISO REVER O MODELO DE PROVA PARA AVALIAR COMPETÊNCIAS LIGADAS AO ESPÍRITO EMPREENDEDOR, À INOVAÇÃO, À ORGANIZAÇÃO DE PEQUENAS EMPRESAS”
 
Wagner Bandeira Andriola, professor associado da Universidade Federal do Ceará (UFC) e do Departamento de Fundamentos da Educação (DFE)

Histórico do Enem

O Enem foi criado em 1998, na segunda gestão de Fernando Henrique Cardoso. Maria Inês Fini, fundadora da Unicamp, integrou a criação e implementação do Enem. Ela voltou ao órgão em maio deste ano.
 
O objetivo inicial do exame foi avaliar o desempenho do estudante no fim da educação básica. Serviria também de base para acompanhamento da qualidade das competências do brasileiro neste nível de escolaridade. Com a avaliação de habilidades e competências, fugindo do ‘decoreba’, o exame se propunha também a transformar a estrutura do ensino médio.
 
Em 2004, 436 universidades no Brasil já adotavam o Enem como processo de seleção. A partir de 2009, com Fernando Haddad (PT) à frente do MEC, o Enem passou a ser mecanismo de certificação para jovens e adultos na conclusão do ensino médio. Na prova, as 63 questões viraram 180. Com a criação do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o governo convocou as universidades públicas a adotarem o exame como instrumento de ingresso.
 
Com a nota do Enem, o candidato hoje tem acesso ao ensino superior e técnico por outros programas. São os casos do Programa Universidade para Todos (Prouni, criado em 2004), do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies, criado em 2010) e do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec, criado em 2011).

Polícia Federal prende suspeitos de pedofilia no Ceará

Resultado de imagem para Policia Rodoviaria EstadualA operação cumpriu quatro mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva

Na manhã desta sexta-feira, 2, a Polícia Federal deflagrou uma operação de combate à pedofilia em Fortaleza e Caucaia. A operação resultou no cumprimento de um mandado de prisão preventiva, uma prisão em flagrante e apreensão de materiais para perícia.
Um homem foi detido por ter abusado de uma criança de 11 anos e outro foi preso em flagrante, quando um perito encontrou material com pornografia infantil em sua posse.
Outros alvos da operação não foram presos, porque não foi encontrado com eles material pornográfico. Foram apreendidos pen-drives, computadores e outras mídias dos suspeitos para uma análise mais minuciosa. Neste caso, esses suspeitos poderão responder pelo crime de armazenamento e divulgação de imagens e vídeos de pornografia infantil.

Acidente de carro em Horizonte deixa seis feridos em estado grave

Resultado de imagem para Policia Rodoviaria Estadual
A colisão aconteceu no km 36 da BR 116


Na manhã deste sábado, 3, um carro do modelo Ecosport e uma carreta colidiram na BR-116, na região do distrito de Catolé, em Horizonte (CE), e deixou seis feridos em estado grave.
Algumas vítimas foram levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) em Horizonte e outras em estado mais grave foram encaminhadas para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza.