quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Pesquisa CNI/Ibope mostra que avaliação do governo Dilma segue estável

dilma-rousseff-senadora-ana-rita
A avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff segue praticamente estável em dezembro, apesar da forte repercussão entre a população do escândalo de corrupção na Petrobras, mostrou pesquisa CNI/Ibope nesta quarta-feira (17/12).

A avaliação ótima/boa do governo passou para 40% em dezembro, ante 38% em setembro, segundo levantamento, feito pelo Ibope a pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A avaliação ruim/péssima foi a 27%, ante 28%. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.
Dilma viu sua popularidade aumentar com números melhores tanto na aprovação em sua maneira de governar, como na confiança que a população tem na presidente.
O Ibope ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios entre os dias 5 e 8 de dezembro.

Eunício: tenho projeto de permanecer no Senado

eunicio cpmfO líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, disse, nesta quarta-feira (17/12), em entrevista ao Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Expresso SomZoom Grande Fortaleza + 17 emissoras no Interior), que o seu projeto é permanecer no exercício do mandato e, em 2016, concorrer à Presidência do Senado. Eunício fez a afirmação ao ser questionado sobre as especulações que o colocam como um dos nomes do PMDB para compor o Ministério do segundo Governo da presidente Dilma Rousseff. A prioridade, segundo o peemedebista, embora seja permanecer no Senado, um possível convite para o Ministério será avaliado para a bancada.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Investimentos do Estado chegam a R$ 5 bilhões

O anúncio foi feito durante a última reunião de Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários (MAPP)

O governador Cid Gomes anunciou, nesta sexta-feira (12), durante a última reunião de Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários  (MAPP) de sua gestão, que o investimento em ações no Estado, neste ano de 2014, soma R$ 5 bilhões. O encontro com todo o secretariado aconteceu durante todo o dia no pavilhão de eventos da Residência Oficial. Da reunião, também participou o governador eleito, Camilo Santana.
Com este montante, o Ceará fica em quarto lugar do País, em volume de investimento público e em números absolutos, em ações extraordinárias, isto é, sem contar o custeio do Estado, atrás apenas dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Durante a reunião, o montante empenhado já somava R$ 4,8 bilhões, sendo que R$ 4,2 bilhões já estão liquidados. Desse total, cerca de R$ 3 bilhões contam com aporte de Capital. De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, qualquer investimento empenhado tem que ter recurso garantido em caixa, mesmo passando para o ano seguinte. "A gente tem que planejar para começar e fazer um balanço para encerrar. Dia 12 é formalmente o último dia para realização de empenhos", explicou Cid Gomes.
O governador também esclareceu que há em andamento no Ceará grandes projetos estruturantes e que perpassam um governo. Ele cita o caso da Linha Leste do Metrô, considerado o maior investimento do Ceará e que irá mudar a matriz de transporte e de tráfego do Estado. Nesse mesmo contexto está o Cinturão das Águas do Ceará que vai ampliar a distribuição dos recursos hídricos em todo o Ceará. São 1.300 km de canais, sifões e túneis que irão receber a transposição do Rio São Francisco, levando água para 12 bacias hidrográficas do Ceará.
Inaugurações
Durante a reunião, foi montada uma ampla agenda de inaugurações para os próximos dias. A agenda inclui inaugurações de escolas de educação profissional, estradas, hospital regional Sertão Central, Centro de Formação Olímpica e adutoras.

Ceará tem trecho de rodovia federal mais perigoso do Brasil

br-222
Levantamento divulgado nesta sexta-feira (12) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) afirma que um trecho de 10 quilômetros da BR-222, no Ceará, é considerado o mais perigoso do país. No local, de agosto de 2013 a julho deste ano, ocorreram 168 acidentes graves, com nove mortos e 204 feridos graves. O levantamento vai servir de base para Operação Rodovida, de prevenção dos acidentes.

Os dados do ano passado permitem uma comparação somente com o número de feridos graves, que estava em 168, e 14 mortos. Isso porque a lista divulgada em 2013 contava com os dados absolutos de acidentes e o de feridos leves, que não constam na tabela atual.
O ranking dos dez trechos mais perigosos das rodovias federais brasileiras considera como acidentes graves o número de colisões que resultaram em morte ou feridos graves. Na lista anterior dos locais mais críticos, o trecho da BR-222 ocupava a décima posição.
A BR-101 aparece no ranking com cinco trechos: os quilômetros 200 a 210 (em Santa Catarina), 260 a 270 (no Espírito Santo), 140 a 150 (também no Espírito Santo), 210 a 220 (em Santa Catarina) e 290 a 300 (no Espírito Santo). Dois trechos da BR-381, em Minas Gerais, que faziam parte do ranking no ano anterior, não estão mais na lista.
De agosto do ano passado a julho de 2014, a PRF registrou 178.285 acidentes, que resultaram em 26.794 feridos graves e 8.446 mortes. A colisão frontal foi responsável por 6.940 acidentes, com 2.788 mortes e 4.627 lesões graves. Depois que a Lei Seca ficou mais rigorosa, as mortes em acidentes causados por embriaguez diminuíram 11% de 2012 a 2013.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Suspeita de corrupção: auditor da Aneel é detido com R$ 400 mil

FOTO: DIVULGAÇÃO DEIC
Dinheiro estava em uma mala e o auditor Iuri Conrado foi preso pela Polícia em um shopping em São Paulo na hora que recebia a grande quantia em espécie


Depois da apreensão de dólares na cueca, em meias e calcinhas, surge mais um caso suspeito de corrupção com um modelo bem ousado para transportar a enorme quantia de dinheiro.  Dessa vez, um auditor da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) foi preso, em São Paulo, recebendo uma mala com R$ 400 mil em espécie.  Suspeito de extorsão, Iuri Conrado Posse Ribeiro foi detido em um shopping, em Pinheiros, zona oeste da Capital paulista, e teria exigido o dinheiro de um empresário para não atrapalhar negócios no ramo de geração de energia.
A vítima gravou as exigências do auditor e procurou ajuda do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) e o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais). O empresário revelou à polícia que era chantageado há cerca de 60 dias pelo funcionário público.
Segundo o delegado Walter Ferrari, do Garra, o empresário tinha contratos com o Governo Federal em que se comprometia em investir em infraestrutura e o auditor era o responsável por validar seu cumprimento. “O auditor afirmava que, se não recebesse a propina, atrapalharia a obtenção desses benefícios”, falou Ferrari.
Uma equipe do Garra acompanhou o encontro do empresário com o auditor que tinha vindo de Brasília para o encontro em um restaurante do shopping. Segundo a polícia, quando o suspeito abriu a mala para olhar o dinheiro foi cercado pelos policiais e preso. O suspeito foi levado à 2ª DIG (Delegacia de Investigações sobre Fraudes Financeiras e Econômicas).

Produtor rural preso repassou R$ 350 mil para campanha de Kátia Abreu

FOTO; JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA SENADO
Marino José Franz é suspeito de movimentar R$ 1 bilhão na comercialização ilegal de terras da reforma agrária


O produtor rural Marino José Franz, preso na Operação Terra Prometida por ser, segundo o Ministério Público Federal, o braço financeiro da organização criminosa que movimentou R$ 1 bilhão na comercialização ilegal de terras da reforma agrária, ajudou a financiar, nas eleições deste ano, a campanha vitoriosa ao Senado da futura ministra da Agricultura, Kátia Abreu (PMDB-TO). Ontem, questionada pelojornal Correio Braziliense se havia telefonado para o empresário um dia antes de ele ser preso por agentes da Polícia Federal (PF), Kátia Abreu não confirmou, mas também não negou. Por meio da assessoria de imprensa, limitou-se a dizer que não responderia se havia conversado com o suspeito na quarta-feira passada.
A Fiagril, empresa de Marino, doou, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), R$ 350 mil diretamente para a senadora. O próprio produtor rural, como pessoa física, repassou mais R$ 450 mil para o Comitê Financeiro Único do PMDB no Tocantins. Em 2010, a Fiagril também contribuiu financeiramente com a campanha para deputado federal do ministro Neri Geller (PMDB-MT), citado por testemunhas ouvidas pela Polícia Federal por ter favorecido a negociação ilegal de pedaços de terra que deveriam ser utilizados por agricultores beneficiados pelo programa de reforma agrária do governo federal. Ele recebeu R$ 50 mil da Fiagril em duas parcelas. O empresário Natal Aparecido Deliberalli, também preso na mesma operação, repassou R$ 10 mil para a campanha de Geller.
Nas eleições deste ano, o grupo ainda fez doações de R$ 380 mil para a deputada federal Fátima Lúcia Pelaes (PMDB-AP); de R$ 300 mil para o governador eleito de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT-MT); de R$ 80 mil para o deputado estadual não eleito Dirceu Camilo Cosma (PV-MT); de R$ 20 mil para o deputado estadual R$ Valdir Mendes Barranco (PT-MT); e R$ 80 mil para a campanha da presidente Dilma Rousseff (PT).

Policial do Ronda do Quarteirão é preso após assalto


PM e irmão são suspeitos de assaltar uma loja de tatuagens, em Juazeiro do Norte


Um policial do Ronda do Quarteirão de Juazeiro do Norte foi preso por suspeita de participar de um assalto junto com o irmão. Douglas José da Silva Lima, de 30 anos, e o irmão Carlos Alexandre da Silva Lima, de 34 anos, são suspeitos de assaltar uma loja de tatuagens, no último sábado (29).
De acordo com a Polícia Militar, Douglas ficou do lado de fora da loja em uma motocicleta sem placa, enquanto o irmão assaltava o local. 
Um guarda municipal, que não estava de serviço, percebeu a movimentação e conseguiu render a dupla, com a ajuda de um vigilante.
Os dois foram encaminhados para a Delegacia Regional de Juazeiro. Em seguida, Douglas foi encaminhado para o Presídio Militar, em Fortaleza, onde aguarda julgamento para definir se permanecerá na corporação.